ENEM 2016

30/08/2016 10:00h

Dica de filosofia explica o surgimento e as mudanças na democracia

Professor Fábio Medeiros mostra o que mudou dos gregos para atualidade.
Projeto Educação auxilia estudantes a fazer a preparação para o Enem.

G1 - Globo.com

Em ano de eleições, a democracia é um dos temas que pode surgir de diversas formas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). No Projeto Educação desta segunda-feira (26), o professor de filosofia Fábio Medeiros explica o surgimento da democracia e como ela se modificou na era moderna.

A democracia nasce, como regime de governo e práticas de políticas, na Grécia antiga. “Isso é fundamental porque, já ali, é o primeiro ensaio, o primeiro momento que ela aparece como uma forma de governo não-ditatorial, não-autoritário e que, a- cima de tudo,  dá aos cidadãos a soberania, o direito de decidir sobre”, aponta o professor.

Por volta dos séculos 4 e 5, a democracia na Grécia era de forma direta. “O cidadão podia, na praça, participar dos debates e tomavam-se ali as orientações para se tomar as decisões que o governante deveria seguir. Aquilo foi uma construção de duras penas porque foram lutas intensas de grupos políticos para que pudesse se constituir aquele modelo”, explica Medeiros.

A nossa democracia atual é uma herança da vivida pelos antigos gregos. “No aperfeiçoamento que se foi dado, sempre tivemos críticas à democracia. A que acontecia ali, era direta, só que no aperfeiçoamento histórico, temos hoje instituída no Brasil e em grande parte dos países ocidentais a democracia indireta”, lembra.

A representação das vontades e desejos da população na democracia indireta é feita por meio de representantes, diferente da participação nas praças gregas. “Esses representantes são as pessoas que elegemos por meio dos partidos políticos. Aqui no Brasil temos as eleições para representantes para as Câmaras Municipais, em que elegemos os vereadores; a Câmara Legislativa, em que elegemos os deputados estaduais; e a Federal”, detalha.

Mixinternet